Guia definitivo de redes sociais para escritórios jurídicos

Ter uma presença nas redes sociais é essencial para garantir o sucesso, autonomia e credibilidade dos escritórios jurídicos. As bancas podem e devem apresentar seu perfil profissional ao público em potencial, ampliando suas oportunidades no mercado.

Preparei esse material para que possamos entender a dinâmica das principais redes e como explorar o melhor de cada rede sem infringir o Código de Ética da OAB e tenham conteúdos atraentes, relevantes e consistentes para potencializar a divulgação.

Escolhendo as redes sociais

O primeiro passo é entender o perfil de cada rede social e escolher em qual delas a banca pode marcar presença.

Facebook

É a rede social com maior número de usuários no mundo: são 2,2 bilhões de usuários ativos que circulam pela plataforma por mês. Para saber o que melhor funciona para seu escritório, você pode fazer testes A/B de horários e de conteúdos para entender quais geram maior engajamento.

  • Ofereça dicas relevantese fáceis de serem aplicadas no dia a dia;
  • Entenda as maiores dúvidas de seus clientes e produza conteúdos relacionados (não comentar casos reais, nomes, datas, valores). Somete conteúdos informativos sobre o tema.
  • Invista em imagens boas: de fácil leitura, que chamem a atenção e gerem curiosidade;
  • Os vídeostambém possuem grande capacidade de engajamento, mas opte pelos vídeos mais curtos, que não ultrapassem 1 minuto de duração;
  • Compartilhe links para matérias interessantes e materiais de outras páginas que tenham autoridade no assunto.

Instagram

Rede social com muito apelo visual e a preferida entre os jovens. A quantidade de perfis de escritórios jurídicos é menor no Instagram se compararmos com perfil de advogados, mas isso vem mudando rapidamente.

É preciso muito capricho nas imagens, além da correta utilização de #hashtags e dos stories, isso faz toda a diferença para usar o Instagram com autoridade. Já as postagens no feed devem ter um bom apelo visual – sejam fotos, imagens/montagens ou vídeos.

  • Utilize hashtags, que auxiliam para a categorização de conteúdo e fotos dentro do Instagram;
  • Utilize stories,que aproximam a marca dos seus seguidores; e o numero de visualizações é maior que o feed (desde que não haja impulsionamento)
  • Transmissões ao vivo, quando for algum evento importante que mereça essa atenção;
  • Repostarmaterial dos seguidores.

LinkedIn

Caracteriza-se pela rede profissional, sendo uma ótima oportunidade de expor a banca e seus diferenciais aos tomadores de decisão do mundo corporativo. Os estilos de postagem devem ser mais formal e possui pouca possibilidade de personalização.

Suas postagens podem ter maior sucesso com algumas dicas abaixo:

  • Informação do perfil da banca, áreas de atuação, equipe, localização
  • Mudanças sobre a empresa (novas áreas, equipe, filiais)
  • Prêmios e rankings
  • Patrocínio de eventos – Branding
  • Participação em Congressos
  • Anúncios sobre vagas

 

Twitter

É uma rede bastante usada para atualização em tempo real, com mensagens curtas e objetivas, de até 280 caracteres. É bom para a cobertura de eventos, por exemplo. Segundo um relatório da própria plataforma divulgado no último trimestre de 2018, no Brasil são 8,28 milhões de usuários ativos.

O Twitter exige uma participação bastante ativa para manter sua audiência engajada. É preciso ter disponibilidade e muito conteúdo!

 

YouTube

O YouTube já é a segunda maior plataforma de busca, perdendo apenas para o Google. Só esse fato já faz dele uma rede poderosa. O consumo de conteúdos em vídeo é uma grande tendência no meio digital e o YouTube é a melhor plataforma para isso, principalmente se você pretende desenvolver Cursos.

É preciso investir em produção de vídeo, cuidar do alinhamento da comunicação e manter a identidade visual do escritório.

Não esqueça de adicionar legendas nos vídeos quando for necessário.

Como desenvolver conteúdos?

Ter um perfil nas redes sociais é permitido pelo Provimento nº 94/2000 da Ordem dos Advogados do Brasil. O que pode vir a ser uma infração é o tipo de conteúdo que a banca publicará nela. Chamo a atenção para alguns cuidados:

  • É importante que todo conteúdo postado tenham um tom informativo e não vendedor. Nunca use chamadas apelativas como “ligue já”, “contrate um advogado” ou “clique aqui para contratar”.
  • Separe as suas redes pessoas e as profissionais. Lembre-se de que ao divulgar a banca, seus objetivos são de negócios. Não faz sentido compartilhar fotos da família e de momentos de lazer.

Geralmente, os escritórios jurídicos têm dúvidas sobre os temas que podem explorar nas redes sociais, mas há uma infinidade de possiblidades, todas de caráter informativo, entre elas, participação em eventos, apresentação de novos profissionais que integram a banca, ponto de vista e opinião sobre um novo Projeto de Lei e os impactos que isso terá no setor ao qual se destina ou esclarecer de forma didática para o seu público um tema jurídico que você ou seu escritório domina.

Vale lembrar que é preciso ter planejamento e postar com frequência, seguindo aquela máxima de que “quem não é visto, não é lembrado”. Outro ponto importante é que, uma vez nas redes sociais, é preciso ter disposição para participar das conversas, ou seja, interagir com outros perfis, responder comentários e mensagens. É preciso aproveitar as oportunidades proporcionadas no ambiente online e procurar levar as relações para o mundo offline para fechar negócios.

A Consultoria Sempre Uma Ideia pode ajudar sua banca a desenvolver projetos de Marketing visando ampliar oportunidades de mercado, de acordo com o Código de Ética da OAB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *